Madrugada violenta no Rio

Pelo menos sete ônibus foram incendiados na região metropolitana do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense, na noite de ontem. Uma passageira ficou com metade do corpo queimado. Segundo a polícia, a ordem para atear fogo nos veículos partiu de traficantes da região. O clima de intimidação e medo começou na manhã de ontem, quando traficantes teriam dado ordem para fechar bancos, comércio, escolas e até universidades.Na madrugada, bandidos invadiram um microônibus em Belfordroxo, na Baixada Fluminense, jogaram álcool e atearam fogo. A passageira Vera Lúcia Lasser não conseguiu escapar a tempo e teve 50% do corpo queimado. Os outros passageiros conseguiram fugir pela janela. Já no bairro do Rio Comprido, na zona norte, traficantes teriam fechado a via que faz a ligação com a zona sul da cidade, proibindo ônibus e vans de circular.Outra empresa de ônibus que atende a Baixada Fluminense e municípios do interior do Estado recolheu 440 carros da frota, após dois ônibus da empresa serem queimados. Oito ônibus e um caminhão foram incendiados por um grupo de quinze homens armados de fuzis, por volta das 21h de ontem, na Avenida Central, próximo às favelas Fazenda dos Mineiros e Salgueiro, no bairro Itaúna, em São Gonçalo. Cinco dos coletivos pertencem à Viação Rio Ita e três à Viação Tanguá.Bombeiros dos quartéis de Niterói e de São Gonçalo, além de policiais do Batalhão de Alcântara, estiveram no local. Os policiais da Delegacia de São Gonçalo e agentes do serviço reservado da PM estão tentando identificar os bandidos que participaram da ação criminosa. As carcaças dos veículos não puderam ser retiradas nesta madrugada porque a área é considerada de alto risco pela polícia. Não há informações sobre outros feridos. As informações são da Globonews.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.