Mãe, babá e filho morrem em acidente do avião da Gol

"Esta seria só mais uma das inúmeras viagens que ela fez como babá do Pedro Henrique" , disse o fiscal de almoxarifado, Valdecy Rodrigues, cunhado de Maria José Rodrigues, de 36 anos, passageira do vôo 1907 da Gol.Maria José, segundo Valdecy, era babá de Pedro Henrique Garcia há 3 anos, idade do garoto. Ele é filho da empresária do setor de distribuição de gás no Amazonas, Helen Garcia, de 37 anos, que estava com a babá e o filho no vôo da Gol.O acidente com o Boeing 737-800 da companhia aérea Gol com 155 pessoas a bordo desapareceu aconteceu na noite de sexta-feira, dia 29, no município de Matupá (MT), a 207 km a sudeste da base Aérea da Serra do Cachimbo (PA), depois de ter se chocado no ar com um jato Legacy, fabricado pela Embraer. A aeronave de pequeno porte, que era pilotada por um americano e decolou do aeroporto de São José dos Campos (SP), fez um pouso forçado na Base Aérea do Cachimbo e não registrou vítimas.O Boeing 737-800 da Gol foi encontrado na manhã deste sábado, por volta das 9h30 (horário de Brasília), na Fazenda Jarinã, no norte de Mato Grosso. A Gol, em um comunicado oficial nesta manhã, confirmou a localização dos destroços da aeronave a 30 quilômetros a leste da cidade de Peixoto de Azevedo, no norte de Mato Grosso e ressaltou não ter dados sobre sobreviventes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.