Mãe de adolescente baleada pede que 'Deus ilumine o coração' de atirador

Mãe de adolescente baleada pede que 'Deus ilumine o coração' de atirador

Em carta, mulher espera que aluno que deixou dois mortos e quatro feridos consiga dimensionar o 'estrago' que causou

O Estado de S.Paulo

24 Outubro 2017 | 13h56

Mãe de adolescente de 14 anos baleada dentro de sala de aula no Colégio Goyases, em Goiânia, divulgou uma carta na manhã desta terça-feira (24) pedindo para que "Deus ilumine o coração desse jovem que dilacerou tantas famílias". A mulher se refere ao estudante de 14 anos que realizou um ataque a tiros na escola particular, deixando quatro jovens feridos e outros dois mortos. "Nesse momento, só tenho a agradecer a Deus pela oportunidade de ter minha filha aqui comigo a cada manhã", escreveu a mãe, que é professora.

+ Adolescente terá que fazer reconstituição de ossos e tendões 

+ Pai de garoto que atirou em alunos depõe em Goiânia

Na carta, ela diz ainda que pede a Deus que conceda ao jovem de 14 anos responsável pelo ataque "arrependimento verdadeiro para que ele seja capaz de dimensionar o 'estrago' que sua insensatez causou na vida da família Goyases". A professora pontuou ainda que sente pelos pais dos adolescentes mortos, João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, ambos de 13 anos. 

+ Sem fiscalização, lei antibullying engatinha no País

 

A professora informou que já foi vítima de bullying e que por isso sempre combateu  prática em todas as instituições pelas quais passou nos 22 anos de docência. "Sempre ensinei para as minhas filhas, através de exemplos, a respeitar o próximo", escreveu.

Leia abaixo a carta na íntegra: 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.