Mãe de modelo faz apelo aos pais sobre anorexia

Em um apelo dramático, a mãe da modelo Ana Carolina Reston, que morreu na última terça-feira, 14, de anorexia aos 21 anos, pediu aos pais que "se preocupem com suas filhas e não cometam o mesmo erro que cometi, porque a perda é irreparável". "Ela me pediu para que não a forçasse a comer e eu não a obrigava", disse em prantos Miriam Reston, de 58 anos, mãe da modelo, durante entrevista ao Jornal Nacional de quarta, 15. "Espero que a história sirva de lição", acrescentou Mirian.Ela também criticou as agências de modelos. "Que cada agência que empregou minha filha pergunte em sua alma e em sua consciência o que poderia ter feito por ela", desabafou.A modelo, que trabalhou para diversas grifes famosas, como a italiana Giorgio Armani, nos últimos dias de vida se alimentava de maçãs e tomates e recusava auxílio psiquiátrico para tratar da anorexia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.