Mãe de Pedrinho registrou mais 2 filhas em Curitiba

Documentos conseguidos pelo jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, mostram que a empresária goiana Vilma Martins Costa, que está sendo acusada de ter raptado e registrado em seu nome duas crianças, em Brasília e Goiânia, morou em Curitiba no início da década de 70, onde registrou outras duas crianças, fruto de seu primeiro casamento, com Carlos Soares da Silva.As duas crianças - Carla Beatriz Martins da Silva e Patrícia Helaine Martins da Silva - foram registradas no mesmo dia, apesar de Carla já ter, na época, dois anos de idade. Segundo os registros de nascimento obtidos pela Gazeta - o Cartório do 3º Ofício do Registro Civil, onde os registros foram feitos, estava fechado nesta quinta-feira, em razão da comemoração da emancipação política do Paraná - Carla nasceu no dia 16 de agosto de 1970 às 8 horas no Hospital de Clínicas, em São Paulo, enquanto Patrícia nasceu no dia 17 de agosto de 1972, às 18h45, no Hospital Victor do Amaral, em Curitiba.O casal Carlos e Vilma casou-se em um cartório de Curitiba no dia 5 de agosto de 1972, dezesseis dias antes do registro das duas crianças, feito em 21 de agosto. No registro de Carla, há uma explicação de que ele foi feito de acordo com a Lei 765, de 14 de julho de 1949, que permitia o registro fora do prazo, mediante pagamento de multa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.