Mãe desmaia em velório e não consegue acompanhar enterro de garotos

Os irmãos Francisco Ferreira Oliveira Neto, de 14 anos, e Josenildo José Oliveira, de 13, foram sepultados às 13 horas de ontem no Cemitério da Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte. O enterro foi acompanhado por 200 pessoas. A mãe dos garotos, Rita de Cássia Alves de Oliveira, de 31 anos, desmaiou durante o velório e não conseguiu acompanhar o sepultamento. Em Pernambuco, o pai de Josenildo e Francisco, José Francisco Oliveira, foi hospitalizado. Antes de os corpos chegarem ao cemitério, a mãe dos garotos se desesperava. ''''Eles eram os meus tesouros. Como eu vou viver agora? Como? Não consigo mais olhar a cama onde eles dormiam. Ainda lembro de um vasinho de flores que ganhei do Francisco no Dia das Mães.'''' Alunos e professores da Escola Municipal João Amos Comenius participaram da cerimônia. O grupo estava revoltado com a coordenadoria de ensino da região. ''''Eles disseram que essa falta não será abonada. Podemos ser punidos por estarmos aqui. É muita falta de sensibilidade'''', comentou uma professora que não quis se identificar. Uma das pessoas mais emocionadas era o açougueiro José Brasiliano. ''''Podia ser meu filho, podia ser meu filho'''', repetia a todo instante. Brasiliano é pai de Thiago, garoto que por pouco não entrou na mata com os irmãos. ''''Eu fui convidado por eles para pegar frutas no mato. Tinha outras coisas para fazer e acabei não indo'''', disse o menino.

O Estadao de S.Paulo

27 Setembro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.