Mãe é acusada de manter filha presa em guarda-roupa

O Conselho Tutelar da 7ª Região investiga denúncias de maus-tratos e cárcere privado contra adona de casa Maria Cícera Simões Coelho de Jesus, acusada de manter a filha de 12 anos (R. S. C.) dentro do guarda-roupa da casa, no Conjunto Village Campestre II, no Tabuleiro do Martins,em Maceió. De acordo com os vizinhos, a mãe mantinha a menina no guarda-roupa há aproximadamente quatro meses. Segundo o conselheiro tutelar Emanuel Monteiro, Maria Cícera alegou que seu filho de 16 anos de idade - que tem problemas mentais - teria tentado estuprar a irmã, por isso, ela decidiu manter a filha dentro de um guarda-roupa que não temporta, só um pedaço de papelão cobrindo a abertura. "Ela não deixava a menor freqüentar a escola, nem ir para a rua", disse oconselheiro tutelar. Uma irmã da dona de casa, Maria Antônia Coelho dos Santos, disse que a denúncia foi feita pela própria família. "Queremos que ela tenha um tratamento e, como ela não vai porvontade própria, resolvemos denunciar."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.