Mãe é acusada de torturar o filho de oito anos no Rio

O delegado Marcus Neves, titular da 38ª DP, em Brás de Pina, indiciou nesta sexta-feira, sob acusação de tortura, a mãe de um menino de oito anos, internado no Hospital Getúlio Vargas com lesões corporais, e o namorado dela. Neves afirmou que vai pedir à Justiça a prisão da auxiliar de cozinha Manoela dos Santos Silveira Moreira, de 25 anos, e do autônomo Ricardo William Gouveia de Oliveira, de 39, acusados de espancar a criança. Uma equipe da delegacia dirigiu-se à favela de Vigário Geral, onde os dois moram, para buscá-los para assinar o indiciamento. A pena prevista para o crime de tortura é de dois a dez anos de prisão, dependendo do tipo de lesão. O delegado explicou que a qualificação será definida após laudo pericial da vítima, que será submetida a exame de corpo de delito, quando tiver alta.

Agencia Estado,

03 Fevereiro 2006 | 14h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.