Mãe e filha de 2 anos chegam alcoolizadas em posto médico

A menina R.S.S.O., de 2 anos, chegou alcoolizada no Posto de Saúde do bairro Sumarezinho, em Ribeirão Preto, na noite de segunda-feira. Depois do atendimento, com lavagem estomacal, ela foi devolvida à família. A mãe também estava embriagada e, por isso, o Conselho Tutelar dos Direitos a Criança e do Adolescente vai acompanhar o caso, com visitas regulares à casa da criança. Se o órgão achar conveniente, deverá sugerir um tratamento para alcoólatras para a família.Ao Conselho Tutelar, a família informou que a criança foi à casa de uma vizinha, que fazia uma festa, e pegou um copo com aguardente (pinga) e bebeu, sem que ninguém notasse. Porém, quando a vizinha percebeu, prestou o socorro imediato. A menina fez lavagem estomacal no posto de saúde e foi medicada. Depois, a mãe e a avó a levaram embora. "Fizemos uma advertência verbal à família, no dia seguinte, para que o fato não se repita", disse o conselheiro tutelar José Luís de Araújo, que acompanhou o caso durante o seu plantão. Segundo ele, a mãe da menina já bebia e teve acompanhamento anterior do conselho tutelar. Por isso, ela havia parado de ingerir bebidas alcoólicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.