Google Maps/Reprodução
Google Maps/Reprodução

Mãe e filha morrem ao cair do 21º andar de prédio em Punta del Este, no Uruguai

Vítimas são a mãe Luciane Tessmann Osvaldt, de 44 anos, e Laura Tessmann Osvaldt, 4, naturais de Camaquã, no Rio Grande do Sul

Luciano Nagel, especial para O Estado

26 Julho 2018 | 13h02
Atualizado 26 Julho 2018 | 16h49

PORTO ALEGRE - Uma mulher de 44 anos e sua filha, de quatro,  morreram após caírem do 21º andar edifício Torre Lobos, na Playa Brava, em Punta del Este, Uruguai. O caso ocorreu na noite desta terça-feira, 24. As vítimas foram identificadas como Luciane Tessmann Osvaldt e a filha Laura. Elas eram de Camaquã, município situado na região Sul do estado gaúcho. 

Informações preliminares do Departamento de Polícia de Maldonado apontam que a filha, a mulher e o marido - o médico Alessandro Osvaldt, que trabalha no Hospital de Clínicas em Porto Alegre - foram passar alguns dias de férias em um apartamento que havia sido emprestado por amigos do casal. Ainda segundo a polícia, o marido não estaria no imóvel na hora da queda.

Segundo a polícia, o médico disse que foi ao supermercado enquanto a mulher e a filha se acomodavam no apartamento. Ao retornar, Osvaldt disse ter se deparado com policiais e uma ambulância em frente ao prédio. 

A Polícia de Maldonado, que investiga o caso, não descarta a hipótese de suicídio, já que as telas de proteção da sacada foram cortadas. Imagens das câmeras de segurança do edifício poderão auxiliar na perícia policial. 

A Embaixada Brasileira no Uruguai informou ao Estado que acompanha o caso e está em contato com os familiares no Rio Grande do Sul prestando toda a assistência necessária. A previsão é de que os corpos sejam liberados pelas autoridades uruguaias nesta sexta-feira, 27. 

Procurado, o Itamaraty não respondeu aos questionamentos até 13 horas desta quinta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.