Mãe e filho morrem atropelados na BR-101 em Sangão, no sul de Santa Catarina

Caminhão tipo caçamba atingiu as vítimas, que caminhavam sobre parte da faixa de rolamento

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

22 de março de 2012 | 02h09

SÃO PAULO - Um caminhão Volkswagen, modelo 13130, do tipo caçamba, atropelo e matou, por volta das 19 horas de quarta-feira, 21, no quilômetro 362 da BR-101, em Sangão (SC), no sul catarinense, Alessandra de Oliveira Moura, 28 anos, e o filho dela, Ygor Felipe de Oliveira Souza, 10.

 

Também foi atropelada, mas sobreviveu, Silvana da Rosa Silvério, de 38 anos, amiga de Alessandra, que morreu no local. O garoto e Silvana foram encaminhados para o Hospital Nossa Senhora da Conceição, em Tubarão, cidade vizinha, onde a criança não resistiu. Silvana continua internada em estado grave. O socorro foi feito por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e pelos bombeiros de Jaguaruna.

 

As vítimas, todas moradoras de Sangão, caminhavam pela pista marginal da rodovia num trecho onde não tem acostamento - portanto ocupavam parte da faixa de rolamento - quando foram atingidas pelo caminhão, conduzido por Eloir Estevam, de 47 anos. O caminhoneiro não prestou socorro e foi para casa, que fica próximo do local, mas, ao passar mal, procurou o pronto-socorro da cidade.

 

Eloir não aparentava embriaguez segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Após concluírem o boletim de ocorrência, os policiais rodoviários encaminharão o documento para o Distrito Policial de Sangão, cujo delegado abrirá inquérito investigativo. O caminhoneiro foi liberado, mas poderá ser indiciado futuramente por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e omissão de socorro. Os corpos de mãe e filho foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Tubarão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.