Mãe e filho presos por cárcere privado

A dona de casa Célia de Fátima Martins, 52, e o filho dela, Marcelo Martins Lopes, 32, foram presos por manterem quatro pessoas em regime de escravidão.Alexandre José Moraes, 22, Nilson Alves Coelho, 34, Alcides Francisco Salles, 33, e João Alberto Moraes, 33, há 9 dias, vieram do município de Salinas, extremo norte de Minas Gerais, na esperança de conseguir trabalho por até R$ 30,00 ao dia.Segundo o que estava anunciado no jornal, o trabalho era simples - vender mandioca e bananas pelas ruas da capital, utilizando um carrinho de pedreiro. Eles também teriam casa, comida e banho pelo trabalho.Depois de 8 dias de trabalho, nenhum dos quatro mineiros havia recebido se quer um centavo, nem o prometido valor da passagem de ônibus que eles tiveram de pagar para chegar à capital paulista. A alimentação era precária.Alexandre, que estava 10 quilos mais magro, resolveu ir na noite de ontem até a delegacia fazer a denúncia. Célia e Marcelo foram presos dentro da residência, em Heliópolis. Mãe e filho foram indiciados por cárcere privado e aliciamento de trabalho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.