Mãe envenena gêmeas de 8 meses; uma morreu

A doméstica Maria Elizete de Jesus, de 26 anos, foi presa na tarde deste sábado, 23, depois de confessar ter envenenado suas duas filhas gêmeas, de apenas 8 meses. Um dos bebês não resistiu e morreu depois de ser socorrido. A segunda criança permanece internada em estado grave e, se sobreviver, deverá ter seqüelas, informaram os médicos. Ela alegou que estava sofrendo com a separação do marido, Mario Pires de Farias, também de 26 anos, e "perdeu a cabeça tentando se vingar dele". Moradora da Favela de Rio das Pedras, em Jacarepaguá, a doméstica adicionou um vidro de chumbinho (veneno para rato) à alimentação das crianças antes de sair de casa para trabalhar. A empregada que cuida das crianças levou-as para o hospital mais próximo assim que elas começaram a passar mal. Segundo o inspetor Maurício Andrade, que cuidou do caso, inicialmente a suspeita recaiu tanto sobre a mãe, quanto sobre a empregada, até que Maria Elizete confessou o envenenamento. Ela foi encaminhada para a Polinter.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.