Mãe joga bebê em tambor de lixo em Sorocaba

Depois de discutir com o marido, a dona de casa L.S.R., de 20 anos, jogou num tambor de lixo sua filhinha de 6 meses, neste domingo, em Sorocaba. A criança foi resgatada logo em seguida por familiares da mulher. Ela alegou, em depoimento à Polícia Civil, que fizera aquilo para vingar-se do pai do bebê, que se negava a registrá-lo. O casal mora na Vila Gabriel, zona sul da cidade.L. já é mãe de outras duas crianças, mas não vive com nenhuma delas. A mais velha, de 3 anos, fica com a avó e o segundo filho, de 2 anos, vive com o pai, ex-marido de L. O casal teria discutido porque o marido manifestou dúvida de que a filha fosse dele. O pai teria se recusado a registrar a criança em seu nome. A mulher saiu de casa e, ao passar por um contêiner de coleta de lixo, abriu a tampa e jogou a criança. Uma tia e uma prima da menina, que moram próximas, ouviram o choro e recolheram o bebê. L. ainda tentou agredi-las, o que as levou a chamar a polícia.A mãe foi indiciada por maus tratos e pode ser condenada a pena de 3 meses a 1 ano de detenção. A polícia apurou que ela também agredia a filha. O Conselho Tutelar transferiu a guarda provisória do bebê para a avó materna. De acordo com o conselheiro Yuri Gonzáles, a mãe vinha fazendo tratamento psicológico numa clínica municipal, mas não apresenta distúrbios mentais. Ele vai pedir à justiça o afastamento de L. da casa da avó, para evitar o risco de novas agressões. Também acionará o pai para obter o pagamento de pensão alimentícia à criança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.