Mãe pede a prisão do filho para evitar linchamento

A pedido de sua mãe, Henrique Servo Andrade, de 20 anos, foi preso temporariamente no Centro de Detenção Provisória (CDP), de Ribeirão Preto, no final de semana. Ele havia sido detido na última quinta-feira por investigadores, por ter assassinado, a pauladas, o garoto Adriano Oliveira de Souza, de 11 anos, que teve seu corpo encontrado sob uma ponte perto da Câmara. Ele confessou o crime, que cometeu por causa de crack, mas como não houve flagrante nem ordem de prisão, ele foi liberado.Como Andrade, que aparenta ter problemas mentais, quase foi linchado no bairro onde mora e representa perigo para os filhos menores e até para crianças da vizinhança, a mãe pediu ao Ministério Público que providenciasse a prisão do filho. O promotor Sebastião Sérgio da Silveira encaminhou o pedido de prisão temporária, por 30 dias, e foi atendido. Silva deverá ser levado para um manicômio judiciário nos próximos dias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.