Mãe pede perdão para filhos que mataram seu namorado

A funcionária pública Ires Cristina Chaves pediu perdão para os dois filhos, Augusto e Marcos, que mataram a socos e pontapés o namorado dela, o empresário Gérson Couto, dentro de uma clínica na orla marítima de Salvador na noite do último sábado."A revolta de um filho ao ver sua mãe agredida fez com que eles tivessem essa atitude", disse no depoimento que prestou à 7ª Delegacia de Polícia de Salvador.Conforme Ires, ela vinha se desentendendo já há algum tempo com o namorado, mas sempre o perdoava. Na noite de sábado, eles estavam dentro de um carro numa estrada na região de Praia do Forte, litoral norte da capital baiana, quando ocorreu uma nova briga."Ele me agrediu, eu o agredi, ele me jogou para fora do carro, disse que iria me jogar de uma ribanceira, me matar, enterrar meu corpo", contou.Em seguida, Couto a teria abandonada na estrada. Ires foi socorrida pelos filhos, que não teriam, segundo ela, premeditado a morte do empresário. "Meus filhos não são bandidos, eles não foram com a intenção de agredir Gérson, coincidentemente o encontraram na clínica onde um deles foi se medicar", disse.O rapaz feriu a mão ao esmurrar a parede de casa quando soube da agressão à mãe. De acordo com os advogados da família os irmãos devem se apresentar à polícia nesta terça-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.