Maia quer que RJ e SP sejam "complementares"

As capitais de São Paulo e do Rio de Janeiro podem iniciar uma série de parcerias para troca de experiências nas mais diversas áreas da administração municipal, como saúde e educação. Segundo o prefeito do Rio de Janeiro, César Maia (PTB), funcionários das duas prefeituras já tiveram os primeiros encontros para discutir problemas e passíveis solução comum nas duas metrópoles. "As cidades não podem ser rivais e sim, complementares", disse Maia, durante encontro entre prefeitos de capitais para avaliação dos cem primeiros dias das atuais administrações municipais.Ele lembrou que a proposta de parceria partiu da prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), no início do mês, durante um debate sobre segurança pública. Segundo Maia, já estão ocorrendo encontros preliminares nas áreas da educação, saúde e entre representantes das guardas municipais das duas cidades. "É importante que diretoras de escolas com problemas de drogas troquem experiências", citou. Maia prevê que, no início de maio, podem estar ocorrendo as primeiras ações concretas entre as duas prefeituras. Perguntado se os prefeitos também podem se unir em torno de reivindicações comuns, o carioca respondeu de forma afirmativa. "Por que não?", disse, citando como exemplo as discussões em torno da Lei de Responsabilidade Fiscal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.