Maior quadrilha de assaltantes do RS é desmantelada

Operação vale tudo prendeu nove pessoas nesta manhã; polícia continua investigação para prender foragidos

Solange Spigliatti, do estadão.com.br

13 de maio de 2010 | 13h00

Nove pessoas foram presas na manhã desta quinta-feira, 13, durante a Operação Vale Tudo, da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, acusadas de pertencer a uma quadrilha de assaltantes.

 

Cerca de 320 agentes cumpriram 45 mandados, 11 mandados de prisão e 34 de busca e apreensão, entre os municípios de Alvorada, Guaíba, Cristal, Camaquã, Barão do Triunfo e Sertão Santana.

 

Além dos nove presos, os policiais apreenderam vários objetos oriundos dos assaltos efetuados pela quadrilha em residências, bancos, joalherias, posto de gasolina, roubo de carros, cargas e outros estabelecimentos comerciais, e também objetos e roupas utilizadas pelos criminosos nos assaltos.

 

Segundo a polícia, esta é a maior quadrilha de assaltantes que atuava na Região Sul do Estado do Rio Grande do Sul, com 16 integrantes identificados pelas investigações e também um número total de mandados de prisão solicitados ao Poder Judiciário.

 

Na quadrilha havia os executores dos assaltos - dois foram presos em Guaíba e três em Alvorada - e os receptadores da carga e intermediadores - presos em Barão do Triunfo, Sertão Santana e Cristal. Entre eles havia empresários e um político da região, e outro que cumpria pena no regime semiaberto.

 

A polícia continua as investigações para capturar os dois foragidos e aguarda a liberação dos demais mandados. A Polícia Civil iniciou a identificação e as investigações desta quadrilha a partir de uma prisão em flagrante, de um assaltante a uma joalheria em 4 de novembro de 2009, em Porto Alegre.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.