Mais 2 são detidos em Catanduva

A Polícia Civil de Catanduva, a 385 km de São Paulo, deteve ontem um empresário e outro homem suspeitos integrar uma rede de pedofilia. Um dos detidos é empresário e dono de uma S-10 (que recolheria as crianças na escola) e também da casa de luxo para onde os menores seriam levados. O outro detido é filho de um empresário. Os dois negam envolvimento no caso.De acordo com a delegada da Mulher Rosana da Silva Vanni, a polícia suspeita da participação de quatro homens, entre 20 e 30 anos, três deles de famílias de renome na sociedade local. "Um deles é filho de um médico e outro é empresário'', disse.A juíza Sueli Juarez Alonso, da Vara da Infância e da Juventude, que trabalhou no caso de Porto Ferreira, onde seis vereadores foram presos por pedofilia, disse que a situação em Catanduva "é bem mais grave, pois atinge crianças, enquanto lá as vítimas eram adolescentes". Cerca de 47 crianças podem ter sido molestadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.