Mais da metade dos voos cancelados no País nesta 2ª são da TAM

Até as 14h, 64 das 103 partidas e chegadas previstas que foram canceladas eram da companhia, que culpa mau tempo por problemas

Pedro da Rocha e Luciana Fadon Vicente, Central de Notícias

29 Novembro 2010 | 14h47

SÃO PAULO - A empresa aérea TAM tinha, até as 17h desta segunda-feira, 29, cancelado 93 voos, todos domésticos, ou 15,5% dos 600 programados pela companhia, segundo a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). Em todo o País, o número de cancelamentos era de 156, até o mesmo horário: 150 domésticos (8,5% dos 1.773 programados) e 6 internacionais (5,2% dos 116 programados).

 

Veja também:

linkApós atrasos e cancelamentos, Anac suspende vendas da TAM até sexta

tabela Confira a situação de voos e atrasos nos aeroportos do País

 

Os voos atrasados entre as 16h e 17h pela TAM eram dois - um doméstico e outro internacional. No País, neste período eram 19 os voos com atraso - 16 domésticos e três internacionais.

 

Em nota, a TAM informa que em decorrência de remanejamentos na malha aérea, voos registraram atrasos e cancelamentos acima da média em vários voos domésticos programados para entre domingo, 28, e hoje. Segundo a companhia, a chuva de quinta a noite e sexta de madrugada foi responsável para alteração na malha.

 

"O motivo foram as fortes chuvas que atingiram a região Sudeste entre a noite de quinta-feira (25) e a madrugada de sexta-feira (26), interrompendo as operações nos aeroportos de Congonhas, Guarulhos e Viracopos (Campinas), Santos Dumont e Galeão (Rio de Janeiro). Em consequência, 13 voos que deveriam pousar nos aeroportos paulistas e outros 3 nos do Rio de Janeiro tiveram de ser alternados para outros aeroportos, prejudicando a malha aérea e a escala da tripulação", afirma a nota.

 

Segundo informações da Infraero, os aeroportos de Santos Dumont, Tom Jobim, e Viracopos, não sofreram fechamentos ou alterações no período. O aeroporto de Cumbica também não fechou, mas operou por instrumentos, enquanto Congonhas fechou brevemente entre as 18h02 às 18h17, para vistoria para averiguação das condições das pistas, e das 21h12 às 21h35 devido à chuva.

 

Registro da Infraero mostra que no período das 18h às 21h35, das 51 partidas programadas em Congonhas, duas foram canceladas e 24 tiveram atrasos superior a 30 minutos.

 

A TAM afirmou que está tentando normalizar a situação o "mais breve possível, colocando inclusive aviões maiores - que fazem as rotas internacionais - para voar para destinos nacionais".

 

Atualizado às 17h40

Mais conteúdo sobre:
aviação atrasos voos TAM aeroportos Anac Infraero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.