Mais de 1200 pessoas são reféns no Carandiru

Cerca de 45 funcionários e 1.230 visitantes estavam no interior do Complexo Penitenciário do Carandiru no momento em teve início a rebelião, por volta de meio-dia. Segundo a capitã Mônica da Polícia Militar, a situação está controlada, pacífica e não há feridos. Apenas os presos do Pavilhão 4 não estão rebelados. O Comando da PM está convocando todos os seus soldados que estavam de folga. Segundo a Globonews, há rebeliões em outros sete presídios do Estado: Tremembé, Araraquara, São Vicente, Presidente Venceslau, Avaré, Marília e Hortolândia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.