Mais de 1.500 pessoas acompanham enterro de traficante

Mais de 1.500 pessoas estão no cemitério do Cacuia, na Ilha do Governador, acompanhando o enterro do traficante Edson Francisco Alvez, o Bizulai, de 33 anos, que morreu ontem à tarde durante confronto com a polícia militar. Policiais do 17 batalhão estão no local, mas nenhumaocorrência foi registrada, segundo a Agência Brasil. Segundo a polícia, o pequeno comércio da região do Cocotá continua fechado. Bizulai comandava o tráfico de drogas no morro do Dendê. Ele fazia parte da lista dos 18 traficantes mais procurados no estado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.