Mais de 30 presos escapam de Presídio do Serrotão na Paraíba

Fuga ocorreu através de um túnel entre o pátio da penitenciária e a rua; um detento foi recapturado

Efe,

26 de abril de 2008 | 19h51

Um grupo de 36 presos escapou neste sábado do Presídio de Serrotão, em Campina Grande, Paraíba, através de um túnel de seis metros de comprimento que ia de um pátio até a rua e tinha sido construído entre duas guaritas de vigilância, informaram fontes oficiais. O secretário de Administração Penitenciária da Paraíba, Pedro Adelson, considerou que a fuga foi produto de "negligências", e ordenou a cassação dos responsáveis pela cadeia e também que seja averiguado como os presos puderam construir um túnel entre duas guaritas sem serem vistos pelos guardas. Segundo Adelson, é "impossível" que os presos não tenham contado com algum tipo de cumplicidade, pois no momento da fuga havia 64 agentes de segurança no local. A fuga ocorreu durante esta madrugada e ao meio-dia as autoridades conseguiram capturar um dos foragidos, enquanto uma operação especial de busca era realizada na cidade e em todos os arredores. O Presídio do Serrotão tem capacidade para 400 presos, mas da mesma forma que todo o sistema penitenciário brasileiro sofre uma severa crise de lotação e atualmente tem 1.081 detidos.

Mais conteúdo sobre:
ParaíbaPresídio de Serrotão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.