Mais de 300 caça-níqueis são apreendidas em operação no Rio

Cerca de 200 agentes da Polícia Civil realizam ação em estabelecimentos comerciais do Estado

Fabiana Marchezi, da Central de Notícias

29 de abril de 2010 | 14h49

SÃO PAULO - Mais de 300 máquinas caça-níqueis foram apreendidas na manhã desta quinta-feira, 29, durante operação da Polícia Civil no Rio de Janeiro. A ação visa apreender os equipamentos instalados em estabelecimentos comerciais no Estado.

 

A operação teve início por volta das 8 horas e deve continuar ao longo do dia com a participação de cerca de 200 policiais civis das delegacias distritais, além dos agentes das delegacias da capital, incluindo as unidades distritais de Niterói, São Gonçalo e da Baixada Fluminense.

 

As máquinas são apreendidas, lacradas e, após a confecção dos registros nas delegacias responsáveis pelas apreensões, o material é encaminhado para um galpão do Cais do Porto, no centro do Rio, para ser periciado.

 

De acordo com o diretor do Departamento Geral de Polícia da Capital, delegado Ronaldo Oliveira, as distritais têm por meta apreender, no mínimo, 10 máquinas caça-níqueis. Ainda segundo o delegado, as ações desse tipo serão rotineiras em todo o Estado.

Mais conteúdo sobre:
Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.