Mais de 5,5 mil imóveis continuam às escuras em Santa Catarina

Maior parte dos atingidos pela falta de luz ainda está na cidade de Blumenau; restante das casas fica em Itajaí

Elvis Pereira, estadao.com.br

02 de dezembro de 2008 | 17h49

A Centrais Elétricas de Santa Catarina (Celesc) anunciou às 16 horas desta terça-feira, 2, que continuam sem energia 4.442 imóveis na região de Blumenau e 1.146 da de Itajaí. O sistema de baixa tensão que atende essas áreas foi comprometido por danos registrados nas instalações residenciais e medidores. A empresa alega que os deslizamentos e a fragilidade do solo prejudicam os trabalhos de recuperação.  Veja também:Situação de solo não mudou em SC, diz IPTDesvio é feito na principal ligação entre PR e SCSaiba como ajudar as vítimas da chuvaIML divulga lista de vítimas identificadas Repórteres relatam deslizamento em Ilhota  Mulher fala da perda de parentes em SC Tragédia em Santa Catarina Blog: envie seu relato sobre as chuvas Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Tudo sobre as vítimas das chuvas     Na região de Blumenau, as cidades de Blumenau e Luis Alves apresentam a situação mais grave e estão sem luz em 2.880 e 637 imóveis, respectivamente. Na região de Itajaí, Ilhota reúne os principais problemas, sobretudo nos bairros Alto Baú, Alto Braço Baú, Braço do Baú e Baú Seco, que estão às escuras. Um novo deslizamento de terra desfez parte dos trabalhos da Celesc, contribuindo para o saldo de 1.159 imóveis sem energia na cidade. Em Itajaí, a rede de alta tensão foi totalmente recuperada e, agora, os esforços estão voltados para a troca de medidores de casas e comércios. São substituídos, em média, 400 medidores por dia.

Tudo o que sabemos sobre:
chuvas em SCvítimas das chuvasCelesc

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.