Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mais de 700 mil veículos saíram de São Paulo

Mais de 700 mil veículos deixaram São Paulo desde o meio-dia de quinta-feira até a tarde desta sexta-feira rumo às cidades litorâneas e do interior de São Paulo. Cerca de 1 milhão de turistas eram esperados somente no litoral norte.Nos Terminais Rodoviários do Tietê, Jabaquara e Barra Funda embarcaram 170 mil pessoas. Os principais destinos foram São Sebastião, Ubatuba e Caraguatatuba, em São Paulo, Florianópolis e Balneário Camboriú, no litoral catarinense, Curitiba e Belo Horizonte, além de cidades do interior de Minas Gerais.Nas estradas, o maior movimento foi registrado no Sistema Anchieta-Imigrantes, que funcionou em operação descida, com cinco pistas no sentido litoral e duas para subir a serra, até as 18 horas desta sexta - 197 mil veículos passaram pelo pedágio até esse horário. A Operação Descida 4x3 será realizada neste sábado, entre 6 e 17 horas.O tráfego mais intenso ocorreu entre 7 e 8 horas desta sexta, com 8.500 veículos por hora, quase o dobro do movimento de um fim de semana comum.Entre 8 e 11 horas, a interligação estava congestionada, na altura do km 40, mas o trânsito fluiu melhor no trecho de serra.Nesse horário, houve lentidão na chegada à Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, que leva às praias do litoral sul, do km 274 até o 277. Quem seguiu para o litoral norte não enfrentou grandes dificuldades na Rodovia Piaçaguera-Guarujá ou na Rio-Santos."Chegamos bem rápido para um feriado prolongado", disse a psicóloga Andréa Lopes de Magalhães Marques, que viajou com a família para Juqueí, em São Sebastião. "O pior foi chegar aqui e encontrar o tempo fechado, com chuva."A Via Dutra registrou lentidão no início da manhã desta sexta-feira em Taubaté, interligação com a Carvalho Pinto, que ficou quase parada entre os km 89 e 96, saída para a Rodovia dos Tamoios, entre 6h20 e 10h20. O trecho é usado por motoristas que viajam para Caraguatatuba, Ubatuba e São Sebastião.Na parte da manhã, o percurso de quase 90 quilômetros da Rodovia dos Tamoios era percorrido em 3 horas e teve 28 quilômetros de congestionamento. O movimento era de 65 carros por minuto, quando o normal para um fim de semana é 35. "Foi o pior registrado em um feriado este ano", disse o supervisor do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) de Caraguatatuba, Sebastião dos Santos."Só tivemos problema na Tamoios. O trânsito na Ayrton Senna andou bem. Mas como ainda temos de enfrentar uma fila na balsa para Ilhabela, decidimos parar para comer", disse o engenheiro Igor Carrera, que almoçava em um restaurante de São Sebastião com a namorada.Eles saíram de São Paulo às 11 horas e, até ali, tinham passado 3 horas na estrada. Na balsa São Sebastião-Ilhabela, a maior espera foi às 6 horas, de 1h20. Na Santos-Guarujá, o movimento foi tranqüilo, segundo a Dersa.No Sistema Anhangüera-Bandeirantes, o maior movimento ocorreu entre 8 e 12 horas, com lentidão na Castelo Branco, entre os km 17 e 25, e na Bandeirantes, entre os km 38 e 39 - foram 133.479 carros do meio-dia de quinta-feira até a tarde desta sexta.Raposo Tavares e Castelo Branco tiveram movimento normal. Segundo a Polícia Rodoviária de Amparo, o movimento de veículos dobrou para as cidades de Amparo, Monte Alegre do Sul, Serra Negra, Socorro, Lindóia e Águas de Lindóia, no Circuito das Águas.Cinco pessoas morreram e 38 ficaram feridas por volta das 5 horas desta sexta em um acidente com um ônibus de turismo na BR-277, entre Curitiba e Caraguatatuba. A maioria dos 45 passageiros era de Londrina. O trânsito na pista ficou interrompido por duas horas e meia.Segundo o motorista Jair Antonio Afonso, de 37 anos, o ônibus perdeu o freio na descida da Serra do Mar. O passageiro Marcelo Ferreira, de 24 anos, disse que não chovia no momento do acidente, mas havia neblina. O calor fez o fluxo de veículos para o litoral paranaense ultrapassar em 30% o volume previsto pela Ecovias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.