Mais de uma tonelada de maconha na chácara de Campinas

A Polícia Federal de Campinas apreendeu pouco mais de uma tonelada de maconha em uma chácara na cidade de Engenheiro Coelho, no final da tarde de ontem. Dois homens e uma mulher foram presos em flagrante e encaminhados a presídios da região. Os 1.048 quilos da droga estavam dispostos em 613 pacotes, cobertos com uma lona, entre os fundos da casa e o muro da chácara. De acordo com o delegado da Polícia Federal de Campinas Admir Tozo, há indícios de que a maconha tenha sido comprada no Paraguai, passou pelo Mato Grosso do Sul e seguiu para Engenheiro Coelho de caminhão. Alguns dos pacotes apreendidos traziam inscrições em espanhol. Parte da droga seria distribuída, conforme apurou a polícia, na região de Campinas e o restante seguiria para o Rio de Janeiro. A droga está avaliada em aproximadamente R$ 130 mil.Simultaneamente à detenção de Nelson Hidek, conhecido como Japonês, agentes prenderam Luiz dos Santos Sobrinho e Maria Simone Nascimento da Silva. Não houve resistência, conforme os policiais. Além da droga, os agentes apreenderam o Vectra, a balança, um Corsa, uma motocicleta, um celular, um papel com informações escritas e o contrato de locação do imóvel, feito há 15 dias, no nome de Santos Sobrinho. A polícia identificou que Hidek tinha condenação anterior por roubo. Os acusados moram em Paulínia, Mogi Mirim e Engenheiro Coelho. O três detidos são acusados de tráfico e associação para fins de tráfico de entorpecentes. A maconha apreendida foiencaminhada para São Paulo e aguarda para ser incinerada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.