Mais três ataques contra bases da polícia de SP

Três novos ataques de criminosos contra bases da Polícia de São Paulo foram registrados durante a madrugada desta quarta-feira. A ação mais grave aconteceu contra o posto da Polícia Rodoviária de São Carlos, no interior do Estado, situado na altura do quilômetro 233 da Rodovia Washington Luís. Depois de efetuar disparos contra o posto, os bandidos fugiram, mas os patrulheiros saíram em perseguição até o centro de São Carlos. Houve troca de tiros e, no final, três homens, ainda não identificados, morreram, informou o Bom Dia SP, da TV Globo. Eles chegaram a ser levados para a Santa Casa de Misericórdia, mas não resistiram. Os policiais rodoviários não se feriram. De acordo com a delegada Denise Gobi, os criminosos tentaram se esconder nos forros de algumas residências, mas foram descobertos e iniciaram a troca de tiros com os patrulheiros rodoviários. O grupo ocupava uma Parati, que foi furtada em Araraquara, também no interior de São Paulo. Patrick William Rufino, de 27 anos, que ocupava um segundo carro - um Fiat Tipo - e foi acusado de dar cobertura à ação dos atiradores, acabou sendo preso. O outro atentado registrado esta madrugada ocorreu contra o prédio do 3o. Distrito Policial de Jundiaí, também no interior paulista. Os bandidos efetuaram diversos tiros e lançaram três bombas contra a sede da delegacia. Ninguém ficou ferido porque não há plantão noturno e o local fica fechado. Conforme testemunhas, pelo menos três homens passaram em frente ao distrito ocupando um Monza, de cor escura, e praticaram o atentado. Os explosivos, de fabricação caseira, destruiram parcialmente a fachada da delegacia. A porta de vidro e o balcão de atendimento foram atingidos. Diversos cartuchos de pistolas calibre 380 foram apreendidos pela polícia. A última ação aconteceu praticamente no final da madrugada de hoje no bairro Colônia, região de Parelheiros, extremo-sul da capital paulista. Pelo menos seis homens fortemente armados atiraram contra uma base da Polícia Militar instalada no bairro e empreenderam fuga. No entanto, os bandidos acabaram se encontrando com a polícia e houve tiroteio. Um suspeito ficou ferido. Outros cinco fugiram para uma mata e a polícia montou um grande cerco na região. Prosseguem as buscas e até um helicóptero está sendo usado na tentativa de capturar os autores do atentado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.