Mais três bombas são encontradas no Rio

A polícia encontrou, na madrugada de ontem, três bombas de efeito moral na Rua Alberico Diniz, em Sulacap, perto do Centro de Aperfeiçoamento da Polícia Militar (Cefap), na zona oeste do Rio. Os artefatos foram descobertos por volta das 5h, por um entregador de jornal que viu três pacotes espalhados pelo chão. Um deles estava no meio da rua, o outro, na calçada, perto do número 1.567, e o terceiro estava jogado no meio-fio. A polícia militar foi acionada, cercou e isolou a área. O esquadrão antibombas chegou ao local por volta das 7h35 e desmontou os artefatos. O laudo pericial deve ser divulgado na próxima semana.Na quarta-feira à noite foram lançadas duas granadas na porta do Instituto Félix Pacheco (IFP), no centro, e no portão principal do Complexo Penitenciário de Frei Caneca, no Estácio. No dia seguinte, uma bomba de fabricação caseira - conhecida como malvina - explodiu na escada do prédio anexo da prefeitura do Rio, na Cidade Nova. Não houve feridos e nem perdas materiais. Uma outra bomba caseira, do mesmo tipo da que foi deixada na prefeitura, explodiu na Tijuca, em frente ao Quartel do Corpo de Bombeiros e à Clínica Tijutrauma. O porteiro da clínica teve ferimentos leves nos braços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.