Mais três pais apresentam queixa contra pediatra

Mais três pais de possíveis vítimasde abusos sexuais apresentaram à polícia representações para queo médico Eugenio Chipkevitch seja processado por atentadoviolento ao pudor. A representação é uma exigência legal, poisas vítimas têm mais de 14 anos - em relação a menores de 14 anos a polícia pode abrir inquérito mesmo sem essa autorização, poisa violência é presumida pela lei. Agora, com as queixas da quinta-feira, já são cinco oscasos em que o 51.º Distrito Policial dispõe de representação davítima. Duas delas aparecem nas fitas gravadas pelo pediatra.Segundo o delegado Virgílio Guerreiro Neto, presidente doinquérito, os outros três adolescentes também podem ter sidovítimas, pois o médico disse aos pais deles que os jovensdeveriam tomar uma injeção para fazer um exame. A polícia identificou ao todo nove adolescentes queaparecem na fitas gravadas pelo pediatra. Chipkevitch dopavaseus pacientes para cometer o crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.