Mais um desmanche estourado - desta vez, em Indaiatuba

Mais um desmanche foi estourado na região de Campinas, interior de São Paulo. Em um depósito instalado no Distrito Industrial de Indaiatuba, soldados da Polícia Militar de Indaiatuba e Campinas descobriram nesta terça-feira pelo menos 20 automóveis roubados que estavam sendo desmontados.Oito pessoas foram presas em flagrante e encaminhadas para cadeias da região. O flagrante ocorreu um dia depois de a Divecar de São Paulo estourar um megadesmanche em Campinas, no Jardim Campos Elíseos, que funcionava atrás da fachada de uma loja de peças.Centenas de milhares de peças estavam dispostas de maneira organizada no depósito, onde vinte e uma pessoas foram presas. Segundo a PM de Indaiatuba, o desmonte dos carros era feito dentro de um barracão alugado.A identidade dos detidos não foi divulgada, mas a polícia informou que apenas um deles era da cidade. Entre os presos estavam dois motoristas de caminhões, um de Curitiba e outro de Santa Bárbara D´Oeste, que carregavam as peças no momento do flagrante.Um dos responsáveis pelo depósito teria oferecido suborno de R$ 10 mil aos policiais e foi preso. A PM não confirmou a informação. Mas informou que o desmonte de Indaiatuba pode ter conexão com outros desmanches e revendedoras de peças nas cidades de Campinas, Jundiaí e Rio de Janeiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.