Mais um ônibus é queimado no Rio

Um microônibus da empresa Nossa Senhora do Amparo que faz alinha 536 (Niterói-Várzea das Moças) foi incendiado em Niterói, noGrande Rio, na madrugada deste domingo. O ataque, segundo o diretor da empresa, Francisco Caetano, ocorreu a menos de 200 metros de distância de um posto da Polícia Militar. Desde o início do ano, mais de 80 ônibus foram queimados ou depredados na Região Metropolitana do Rio, segundo a Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado. Segundo o motorista Paulo Linhares, um adolescente fez sinal nasproximidades da favela Campo Novo. O garoto correu e dois homens armados saíram de um matagal e entraram no veículo agredindo o motorista e o único passageiro. Linhares pensou tratar-se de assalto, mas a dupla não roubou nada. Depois de dar vários tiros na lataria do microônibus, atearam fogo no veículo. O diretor da empresa, Francisco Caetano, classificou a ação como ?terrorismo? e disse que vai pedir ressarcimento ao governo do Estado pelo prejuízo. Ele afirmou que já é difícil conseguir rodoviários para trabalhar durante a madrugada e que os repetidos ataques vão agravarainda mais a situação. ?O governo deveria garantir a segurança para que as empresas possam trabalhar. É complicado rodar na madrugada, em áreas carentes, mas estamos lá, fazendo o nosso serviço e somos atacados. Não há como não acionar o Estado?. Segundo Caetano, o microônibus foi adquirido este ano e não há como recuperá-lo. ?É um prejuízo de R$ 130 mil. E o passageiro também sai perdendo, pois não temos como repor, em curto prazo, o carro que foi retirado das ruas?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.