Mais um policial é morto na capital paulista

Mais um policial militar é morto durante tentativa de assalto na capital paulista, elevando para 5 o número de policiais assassinados nestas condições em menos de uma semana na grande São Paulo. Desta vez, a vítima foi o soldado Antônio Carlos Damas, 34, lotado na 01ª Companhia do 09º Batalhão. Damas trafegava em sua moto pela Rua Robeiro do Salto, na Vila Roque, zona norte de São Paulo, quando foi cercado por 4 homens que estavam em um veículo Gol. O grupo de rapazes anunciou o assalto, mas o policial militar, que portava uma pistola, tentou fugir e foi atingido pelos disparos, caindo da moto em seguida. Um dos bandidos saiu do Gol e fugiu com a moto e a arma do policial. O policial, que não usava farda no momento do assalto, ainda foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital. Antônio Carlos era casado, com dois filhos, e estava havia 15 anos na Polícia Militar. O crime foi regisrado no 38º Distrito Policial, de Vila Santa Amália.Outros casos - Na quarta-feira, o ex-policial militar Carlos Romão foi morto com cinco tiros, no bairro do Parque Continental, em Guarulhos. Um dia antes da morte de Romão, o soldado Evandro Lourenço, de 31 anos, foi assassinado com três tiros na Vila Liviero, zona sul. O capitão Pedro Antonio Diniz, de 43 anos, acabou morto a tiros na madrugada do mesmo dia, quando passava de carro na esquina da Ruas Voluntários da Pátria e Santa Eulália. Na segunda-feira, o capitão Roberto Côrrea Marques, de 38 anos, foi encontrado morto a tiros, com o corpo parcialmente carbonizado, em Embu. A responsável pela Comunicação da PM, major Maria Aparecida Yamamoto, classificou de ?lamentável coincidência? os registros. Em 2002, 40 PMs - um a menos que em 2001 - morreram em confronto com bandidos e outros 75 fora de serviço.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.