Malabaristas tocam fogo em mendigo

Dois malabaristas atearam fogo ao mendigo LeandroLopes Celestino, de 23 anos, por disputa de território, na última sexta-feira. Eles exigiam que o mendigo parasse de pedir esmola aos motoristas no sinal de trânsito instalado no início da W3 Sul, uma das principais avenidas que corta a cidade.Não queriam concorrência, mas Leandro se negou a atender ao pedido e acabou com 43% do corpo coberto de graves queimaduras. O mendigo está internado no Hospital Regional da Asa Norte, o mesmo para onde o índio pataxó Galdino Jesus dos Santos foi levado depois de ter seu corpo incendiado por quatro jovens de classe média. Osmalabaristas fugiram sem serem identificados.O índio Galdino, que dormia na parada de ônibus quando foi atacado, morreu no dia seguinte ao crime.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.