Maluf nega que projeto seja em causa própria

O deputado Paulo Maluf (PP-SP) afirmou que não está agindo em causa própria ao apresentar projeto que prevê punição a promotores que agirem de forma temerária. "O projeto é a favor do Brasil e da Justiça", diz Maluf, alvo do Ministério Público. "Quero coibir abusos. Ninguém está acima da lei. Por que alguns promotores têm medo da Justiça?" Maluf garante que não quer amordaçar a promotoria. "O projeto passou na Comissão de Constituição e Justiça por 28 votos a 14. Hoje a lei não é minha mais, é do Congresso."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.