Manaus sofre com chuva e frio

Além de um frio inusitado para os costumeiros 30 graus com que a cidade convive nesta época ? os termômetros, hoje, baixaram para 17º-, a forte chuva que começou a cair sobre a cidade por volta das 11 horas e só parou depois das três da tarde causou sérios transtornos a Manaus. Para começar, os vôos previstos para pousar por volta do meio-dia enfrentaram sérias dificuldades e alguns tiveram que alternar o pouso em outros aeroportos. Com o fechamento do aeroporto internacional Eduardo Gomes, o vôo 2204, da Varig, procedente do Rio de Janeiro, foi desviado para o aeroporto de Santarém, onde esperou o tempo melhorar em Manaus. Melhor sorte tiveram os passageiros do vôo 4844, da Rico Linhas Aéreas. O avião conseguiu pousar no aeroporto militar de Ponta Pelada, em Manaus mesmo, onde o tempo estava melhor.Se no ar o problema foi grande, em terra foi bem maior. Mal preparada para receber tal quantidade de chuva, a cidade alagou em vários pontos. Os igarapés (pequenos riachos que cortam Manaus) transbordaram e invadiram casas. Mas não chegaram a provocar acidentes graves e nem deixar desabrigados.O caso mais grave envolveu uma ambulância da Aeronáutica, cujo motorista perdeu a direção por causa da chuva e colidiu com um poste. Um médico militar e o motorista morreram. Só escapou o paciente, que está internado no hospital de base.No início da noite, com o fim da chuva, a rotina da cidade voltou ao normal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.