´Maníaco da Picanha´ é preso em mercado de SP

Ele chegou com uma mala grande ao supermercado Pão de Açúcar da Avenida Professor Afonso Bovero, na zona Oeste de São Paulo, na madrugada de ontem, colocou-a perto dos caixas e foi direto para o setor de carnes. Sem cerimônia, pegou uma peça de picanha e colocou dentro da blusa, embaixo do braço direito. Em seguida, escolheu outra peça e escondeu sob o braço esquerdo.Por último, jogou um terceiro pedaço de carne ? com cerca de 1,3 kg ? dentro da calça, na parte da frente. Virou e saiu normalmente. Quando estava fora do supermercado, porém, o servente Joaquim Luiz Francisco de Assis, de 20 anos, foi parado pelo segurança do supermercado ? que encaminhou para a delegacia o ?maníaco da picanha?, como foi apelidado o ladrão.?Ele já tinha sido detido emoutros quatro supermercados praticando omesmo tipo de crime?, disse Antonio Carlos Catuta, escrivão do 23º Distrito Policial, em Perdizes. Ao todo, Assis tinha 3,8 kg de picanha embaixo da roupa ? que custariam R$ 75,96. Segundo o relato do segurança Adriano Oliveira Nascimento, de 27 anos, o ?maníaco da picanha? despertou a sua atenção logo que entrou.Quando o segurança tentou abordar Assis, depois de ele ter pego a carne, o ladrão se esquivou. Nascimento não deixou que escapasse e tentou segurá-lo. Sem alternativa, Assim ?sacou? uma das peças de carne que estavam sob a roupa e começou a golpear o segurança com a picanha.O funcionário foi atingido na barriga e costas. Assis ainda o jogou contra a parede, mas acabou detido. Na delegacia, enquanto o boletim de ocorrência era registrado, Nascimento ria da história: ?Nunca imaginei que um dia fosse agredido a picanhadas.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.