Manicure é presa em avião com 20 kg de cocaína

Uma manicure, cujo nome é mantido em sigilo pela Polícia Federal, foi presa na noite de ontem no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos. Brasileira, moradora do bairro de Interlagos, zona sul de São Paulo, ela tentava viajar para a cidade sul-africana de Johannesburgo com 20 quilos de cocaína em uma mala. Autuada em flagrante, ela foi levada para a sede da PF, na Rua Piauí.A manicure foi descoberta graças ao reforço recebido pela segurança do aeroporto após os atentados nos Estados Unidos, como o uso de raio X nas bagagens despachadas pelos passageiros. O aparelho apontou a existência da droga dentro de um pacote envolvido por plástico preto, no fundo de uma grande mala, que havia passado pelo check-in. A brasileira já se encontrava no avião da companhia South Africa, que fez o vôo 206 para a capital da África do Sul, quando agentes de uma força-tarefa - integrada por representantes da Polícia Federal e da Receita Federal - entraram indagando a quem pertencia aquela mala.Durante o interrogatório, a mulher afirmou que aceitou o convite de um nigeriano para levar a cocaína a Johannesburgo porque precisava pagar dívidas. Ela receberia US$ 20 mil. Segundo o delegado Gilberto Tadeu Vieira Cesar, chefe do Departamento de Comunicações da PF em São Paulo, a criminosa poderá ser condenada a pena de 3 a 15 anos, pela prática de delito internacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.