Manifestação contra morte de garoto reúne centenas no Rio

Cerca de 300 pessoas participaram na noite desta sexta-feira de uma manifestação contra a violência na Cinelândia, no centro do Rio. O ato, organizado pelo movimento Rio de Paz, ocorreu em protesto pelo assassinato do garoto João Hélio Fernandes, de seis anos, ocorrido na quarta-feira. João foi arrastado por mais de sete quilômetros, após ter ficado preso ao cinto de segurança no carro que criminosos roubaram de seus pais. Nesta noite, em meio a emoção, os manifestantes, vestidos de preto, seguravam velas acendidas por duas crianças e carregavam cartazes de protesto com palavras como "Medo", "Corrupção" e "Impunidade". Um dos cartazes mencionava a morte do garoto: "João, vida interrompida aos seis anos". O evento, batizado de Luto pelo Rio, foi realizado em silêncio como expressão de indignação e tristeza pelos últimos casos de crimes violentos ocorridos na cidade. O protesto foi encerrado com a chegada ao local do bloco carnavalesco Cordão do Bola Preta, que levou à Cinelândia cerca de 10 mil pessoas.

Agencia Estado,

09 Fevereiro 2007 | 22h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.