Manifestação contra reajuste das tarifas de ônibus no Rio termina com 34 detidos

Foi o segundo protesto contra o aumento da tarifa, que passou de R$ 2,75 para R$ 2,95

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

11 de junho de 2013 | 02h02

RIO - Pelo menos 34 pessoas – 9 adolescentes – foram detidas após um protesto contra o reajuste na passagem de ônibus no Rio, na noite de segunda-feira, 10. Foi a segunda manifestação contra a tarifa, que passou de R$ 2,75 para R$ 2,95 no dia 1.º. (Veja fotos da manifestação)

Por volta das 17h30, o movimento reuniu cerca de 300 pessoas no centro da capital fluminense. O grupo se concentrou nas escadarias da Câmara Municipal, na Cinelândia, e seguiu rumo à Avenida Presidente Antônio Carlos.

O protesto foi pacífico até que o grupo chegou na frente do fórum. Nesse momento, alguns manifestantes começaram a destruir tapumes e a Polícia Militar interveio. Foram usadas bombas de efeito moral e balas de borracha. Os manifestantes atiraram pedras contra os policiais. Ao todo, 34 pessoas foram detidas por policiais e levadas para a delegacia com pedras e coquetéis molotov. Apenas 1 pessoa seguia presa às 23h, por dano ao patrimônio.

A confusão assustou comerciantes, que fecharam as portas de seus estabelecimentos, e pedestres que caminhavam pela região.

Em Goiânia, a Justiça suspendeu o reajuste da tarifa de ônibus nessa segunda-feira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.