Manifestação no centro complica trânsito em São Paulo

Cerca de dois mil professores e servidores da rede municipal de ensino estão reunidos desde às 14 horas desta terça-feira, 28, em frente ao prédio da Secretaria Municipal de Gestão Pública, na Rua Líbero Badaró, no centro de São Paulo, onde realizam uma assembléia para reivindicar aumento salarial. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), como o grupo ocupa totalmente a rua, o trânsito está interrompido na região e os motoristas já encontram lentidão nas proximidades.Às 16h30, a CET registrou 43 quilômetros de congestionamento pelas principais vias da cidade. O trecho mais crítico está na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, onde o motorista segue em baixa velocidade por 7,5 quilômetros, desde a Ponte Freguesia do Ó até a Rua Azurita. No corredor norte-sul, formado pelas avenidas Rubem Berta, 23 de Maio e Moreira Guimarães, no sentido Santana, há seis quilômetros de morosidade, desde o Viaduto Onze de Junho até a Praça da Bandeira. Na Marginal do Pinheiros, no sentido Interlagos, a pista expressa está com 3,5 quilômetros de lentidão entre as pontes Cidade Universitária e Cidade Jardim. Desde domingo, a pista local, nas imediações da Ponte Cidade Jardim, está com duas das quatro faixas interditadas. O motivo são as obras de rebaixamento da via, que vai aumentar a altura da ponte de 4,30 metros para 5,10 metros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.