Manifestantes protestam contra vestibular no Rio

Cerca de 200 manifestantes, professores grevistas e alunos ligados ao movimento estudantil, estão em frente ao prédio do Centro de Ciências Matemáticas e da Natureza (CMN) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), tentando impedir a entrada dos candidatos ao vestibular. Ontem à noite, às 22h, o presidente do Tribunal Regional Federal do Rio de Janeiro (TRF-RJ), desembargador Arnaldo Lima, cassou duas liminares concedidas duas horas antes pela 18ª Vara da Justiça Federal do Estado, que adiavam a realização do concurso, em virtude do clima conturbado provocado pela greve dos professores e servidores das universidades federais, que já dura 68 dias. As provas estão marcadas para começar às 9h da manhã deste domingo, mas a universidade informou que poderão haver atrasos, em decorrência dos protestos.Há pouco, soldados da Polícia Militar entraram em confronto com os manifestantes, que atiraram pedras contra os PMs.

Agencia Estado,

28 de outubro de 2001 | 08h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.