Mansur discute desligamento voluntário de estivadores

O prefeito de Santos, Beto Mansur, chegou na tarde desta segunda-feira ao Palácio do Planalto para discutir com o ministro-chefe daCasa Civil, Pedro Parente, um possível plano de desligamento voluntário (PDV) de trabalhadores do porto de Santos.SegundoMansur, a idéia é que o PDV possibilite o desligamento de 1.500 a 2.000 trabalhadores. Mas para isso seriam necessários R$ 75 milhões, e ele quer discutir com o governo qual será o agente financiador do plano.Segundo Mansur, poderia ser a Caixa Econômica Federal. O prefeito, que está acompanhado do presidente do sindicato dos Estivadores de Santos, Vanderlei José da Silva,disse que a greve dos estivadores do porto de Santos, que deverá terminar nesta quarta-feira, mostrou que muitos desses trabalhadoresgostariam de se desligar da atividade, daí a idéia do PDV.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.