Máquina roubada em feira leva polícia a galpão cheio de armas

Agentes da Primeira Delegacia de Atendimento do Turista (Deatur), localizada no centro da capital paulista, apreenderam nesta quinta-feira, 5, uma grande quantidade de armas e munições em uma casa e um galpão no Parque do Carmo, na zona Leste da cidade.O dono dos imóveis, Ismael Soares, de 67 anos, foi preso em flagrante pelos policiais civis e indiciado por receptação e porte ilegal de armas. Dentro do galpão, os agentes apreenderam cinco revólveres calibres 38, 3.57 e 44; duas espingardas calibre 44 e uma calibre 12; além de cerca de 300 munições para calibres 3.57, 9 mm e 38.Segundo a delegada Patricia Escórcio Camilo de Souza, da Deatur, uma máquina de plasma, usada para cortar aço, havia sido furtada de uma feira de equipamentos eletrônicos que ocorreu no pavilhão do Anhembi, na zona Norte de São Paulo. O dono da empresa que participava da feira procurou uma base da Deatur instalada no Anhembi e, dias depois, recebeu o telefonema de um técnico de uma firma de reparos de máquinas que solicitava uma peça usada exclusivamente naquele tipo de máquina.Ao ser indagado pelo empresário que havia solicitado o serviço, o técnico deu o endereço de Ismael, em cujo galpão os policiais acabaram encontrando as armas e munições. Algumas pessoas, cujos nomes estão sendo mantidos sob sigilo, estão sendo procuradas pela Deatur pois podem estar envolvidas no furto e na entrega da máquina para o proprietário do galpão.Como só existem no País cinco máquinas iguais àquela levada da feira, sendo que três delas ainda estão em poder da empresa e outra foi vendida, todas completas, a solicitação da peça que faltava na máquina levou a polícia até o receptador da máquina furtada.Ismael Soares passará a madrugada na carceragem de uma delegacia da capital paulista e, na sexta-feira, será transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém, na zona Leste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.