Mara Gabrilli diz que 2º texto sobre maioridade era mais 'ameno'

Criticada por seguidores nas redes, deputada explicou o motivo que a levou a mudar voto com relação à redução da maioridade penal

Elizabeth Lopes, O Estado de S. Paulo

02 de julho de 2015 | 19h18

SÃO PAULO - Depois de críticas e cobranças de seus seguidores nas redes sociais, a deputada federal Mara Gabrilli (PSDB-SP) divulgou em sua página oficial no Facebook as razões que a levaram a mudar o seu voto com relação à redução da maioridade penal. 

Na terça-feira, 30, a deputada tucana votou contra o projeto que reduzia a maioridade penal de 18 para 16 anos e, na madrugada desta quinta, 2, menos de 24 horas depois da votação, votou a favor de um projeto similar, colocado em pauta pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Na justificativa, Mara diz que votou "sim" no segundo projeto porque ele é mais ameno e aprimorado. "Votei sim a esse projeto, que não reduz a maioridade penal, mantendo os menores de 18 anos penalmente inimputáveis, mas abrindo uma exceção que permite que jovens entre 16 e 18 anos sejam penalizados em casos de crimes hediondos, homicídio doloso e lesão corporal seguida de morte", disse a deputada do PSDB. 

PEC 171Por conta da rejeição do projeto de redução da maioridade apresentado na Câmara dos Deputados na terça-feira,...Posted by Mara Gabrilli on Quarta, 1 de julho de 2015

Tudo o que sabemos sobre:
Mara Gabrillimaioridade penal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.