Marceneiro continua mantendo ex-mulher e amante reféns

Há mais de 24 horas, o marceneiro Gilberto Gomes de Lima, de 42 anos, armado com um revólver de calibre 38, mantém reféns a ex-mulher e a amante, na garagem da Rua Arroio Pirajuí, ao lado da Cohab Inácio Monteiro, em Cidade Tiradentes, na região leste da capital paulista. Revoltado com a amante Andréia Pereira Santos, de 30 anos, que chegou à casa afirmando estar grávida, e com a ex-mulher, Gilvanete da Silva Lima, de 37, que chegou em seguida e começou a brigar com ele ao saber dessa notícia, Gilberto, que estaria embriagado, passou a ameaçar matá-las e a dizer que ia se matar em seguida.Quando amigos do marido de Andréia tentaram entrar na casa, foram efetuados quatro disparos. A polícia cercou a casa, mas o tipo de portão e de edificações nas casas vizinhas impedem a entrada, sem risco. Não se sabe se ele tinha apenas os projéteis que estavam no tambor da arma ou se há mais munição. Por isso, a polícia tenta cansá-lo e a forçá-lo a se entregar. Na madrugada deste sábado, policiais que cercam a casa afirmaram que ele manifestou estar muito cansado, confuso e que teria recomeçado a beber.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.