Marco Aurélio reage a comentário de Dirceu

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Marco Aurélio Mello, reagiu nesta quarta-feira ao comentário feito pelo ex-deputado federal José Dirceu em seu blog, segundo o qual "nunca um presidente e um partido enfrentaram uma frente tão ampla de oposição, que inclui não apenas PSDB, PFL e PPS, mas, infelizmente, setores do Judiciário, do TSE e do TCU"."Foge aos parâmetros da normalidade", afirmou Marco Aurélio Mello. "Nós até ficamos um pouco perplexos porque, com as pesquisas divulgadas, não é preciso apelar", disse numa referência aos resultados das últimas pesquisas de intenção de voto que revelaram ampla vantagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "A situação do candidato que tenta a reeleição é tão tranqüila, segundo as pesquisas. Por que estão apelando?", indagou."Quando ele ataca as instituições, o Judiciário, o TSE, o TCU, ele acaba prestando um desserviço, abandonando parâmetros, para partir para o tudo pode", declarou o presidente do TSE.Segundo Marco Aurélio, o Poder Judiciário não está engajado com nenhuma política. "É um órgão que atua a partir do direito posto. Toda vez que se claudica, que se transgride uma norma, o Judiciário atua. E isso descontenta o transgressor", disse o ministro.Marco Aurélio também criticou o fato de Dirceu ter convocado a militância a ir às ruas. "Num estado democrático de direito, não há espaço para esses apelos que encerram em última análise uma virada de mesa", disse. "Não é incitando o povo a sair às ruas que se colabora para o fortalecimento do estado democrático de direito. A Constituição submete a todos, inclusive ao povo. Esse incitamento é de uma extravagância ímpar. Não pode ser aceito. Devemos buscar a paz social e não o conflito", concluiu o presidente do TSE. A reportagem do Estado procurou a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ellen Gracie, para que ela comentasse o conteúdo do texto de José Dirceu. A assessoria de imprensa do STF informou que a ministra não comentaria até porque não leu a mensagem publicada no blog do ex-deputado. A assessoria ressaltou que Ellen teve uma agenda lotada, inclusive com sessão plenária de julgamentos no Supremo. Também procurado, o presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) não quis comentar o teor da mensagem postada ontem por José Dirceu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.