Marcola ficará mais 30 dias em regime diferenciado

Os presos Marcos Camacho, o Marcola, Luiz Henrique Fernandes, o LH, Eduardo Lapa dos Santos, o Lapa, e Marcelo Moreira Prado, o Exu, ficarão mais 30 dias Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) do Centro de Readaptação Penitenciária (CRP) de Presidente Bernardes. A decisão de prorrogar o prazo de internação dos detentos foi tomada pela juíza Isaura Cristina Barreira, da Vara de Execuções Criminais da Comarca de São Paulo na quinta-feira passada.Apontados como integrantes do PCC, os quatro estão isolados no castigo desde 13 de maio, quando teve início a primeira onda de ataques contra as forças de segurança no Estado.A decisão definitiva sobre futuro de Marcola, LH, Lapa e Exu só deve sair depois que a Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) concluir sindicância interna que apura o envolvimento deles nos atentados. Em outro parecer, assinado no início do mês, a juíza Ariane de Fátima Alves Dias, também da Vara de Execuções Criminais, determinou a internação de Robson Lima Ferreira, o Marcolinha, no RDD por 360 dias.Para justificar sua decisão, a juíza usou trecho de uma interceptação telefônica feita pelo Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic). Na escuta, o preso conversa com Cynthia Giglioli da Silva, namorada de Marcola, o chefe da facção. "Está devidamente demonstrado que o mesmo (Marcolinha) representa ´alto risco para a ordem e a segurança do estabelecimento penal ou da sociedade´", relata a juíza em seu despacho, citando a Lei de Execução Penal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.