Bine Morais/O Estado do Maranhão
Bine Morais/O Estado do Maranhão

Maré sobe e danifica 100 carros em praia no MA no primeiro dia do ano

Motoristas foram surpreendidos após o réveillon e automóveis ficaram atolados na areia da praia

Ernesto Batista, especial para o Estado, O Estado de S. Paulo

02 Janeiro 2014 | 16h52

São Luís - Para cerca de 100 motoristas que resolveram passar o reveillon na Praia do Araçagy, em São José de Ribamar (MA) o ano não começou bem. Eles não perceberam a subida da maré, ficaram atolados na faixa da areia da praia e foram literalmente engolidos pelo mar. O incidente aconteceu na tarde de 1º de janeiro, quando cerca de 100 carros, entre ele uma carreta, tentaram sair da faixa de areia quase ao mesmo tempo pela única saída da praia do Araçagy, uma das únicas da ilha de São Luís onde o acesso de veículos a faixa de areia é permitido.

Alguns banhistas ainda tentaram sair pelas dunas, mas acabaram ficando atolados e alguns destes veículos se juntaram aos que ainda estavam na faixa de areia, sendo literalmente tragados pelo mar. Os banhistas apontaram desatenção com variação da maré e falta de estrutura da praia do Araçagy como causas do incidente. “A falta de estrutura na praia do Araçagi é gritante, mais gritante ainda é o descaso das autoridades que não respeitam os banhistas e muito menos a natureza” disse Jaciara Luzo.

A maior parte dos veículos envolvidos no incidente era do tipo passeio e muitos deles eram novos. Não houve registro de mortos ou feridos, mas as primeiras estimativas dão conta de que pelo menos 15 carros foram completamente destruídos pela força das ondas do mar e outros 75 foram atingidos ou ficaram impossibilitados de deixar a praia.

A praia do Araçagy está localizada na Baía de São Marcos, onde há uma das maiores variações de maré do mundo. Na região, o mar chega a subir 8 metros em algumas épocas do ano e é esta variação de maré que permite que supergraneleiros como o Vale Brasil, de 400 mil toneladas, operarem nos terminais portuário de São luís sem a necessidade de dragagem, como ocorre em Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.