Marginal do Pinheiros vai ser liberada para saída do feriado

A cratera aberta nas obras da futura Estação Pinheiros do Metrô não vai atrapalhar quem quiser pegar a estrada no feriado do aniversário de 453 anos de São Paulo. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) anunciou a liberação das três faixas da pista local da Marginal do Pinheiros, sentido Castelo Branco, das 10 horas desta quarta-feira até a 1 hora de quinta-feira, para facilitar a saída dos paulistanos.Desde o dia 12, quando ocorreu o acidente, os motoristas podiam circular apenas pela faixa da esquerda da pista local, no trecho entre as Ruas Paes Leme e Sumidouro. As outras duas faixas estavam ocupadas por dois guindastes - utilizados recentemente na desmontagem da grua -, que foram recolhidos ao canteiro de obras.Embora a extensão do bloqueio fosse pequena - aproximadamente 600 metros -, desde segunda-feira, 22, os técnicos da CET viam com preocupação a continuidade da interdição até a véspera do feriado. "Por esse trecho da Marginal passa a maioria dos moradores da zona oeste que vai para o interior, pelas Rodovias Castelo Branco, Anhangüera e Bandeirantes. Manter uma barreira a esse fluxo causaria uma grande lentidão na região", explicou o superintendente de Operações da CET, Eduardo Macabelli.A estimativa é de que 1,4 milhão de veículos deixem a capital entre esta quarta e quinta-feira. Pelo acordo da CET com o Consórcio Via Amarela e o Metrô, a pista local da Marginal do Pinheiros voltará a ficar apenas com a faixa da esquerda livre para o tráfego após a 1 hora de quarta. Também voltará a ocorrer a interdição total da via local entre 23 horas e 5 horas, por motivo de segurança.O superintendente da CET disse que ainda não há previsão de quando o trânsito na região da cratera será totalmente normalizado. "Isso só vai ocorrer depois que o Metrô concluir a retirada das peças da grua e os trabalhos de estabilização do terreno."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.